O corretivo é indispensável, no entanto, alguns errinhos já são o suficiente para estragar a maquiagem. Descubra o que não fazer na hora de usar o produto e fuja das gafes:

1. “Antes de tudo, deve-se começar a make pela base. Use o corretivo em seguida, nas áreas que a base não cobriu”, comenta Raphaella Bahia, maquiadora da FR Microcenter.

2. Outro erro comum, segundo Alberto Pinheiro, maquiador do Crystal Hair, é usar os dedos para maquiar. “Os pincéis espalham com mais facilidade e deixam a maquiagem uniforme. Os dedos muitas vezes passam oleosidade, mas vale ressaltar que os pinceis também devem ser lavados 1x no mês”, opina.

3. “Quem tem olheira profunda não pode usar corretivo claro. Não vai esconder, apenas substituirá a cor roxa da olheira pela mais clara do corretivo, e pior, deixará ainda mais em evidência. Nesse caso, o corretivo colorido é o mais indicado. A cor do produto nunca deve ser parecida com a da imperfeição, porque acentua ainda mais. Corretivo lilás no hematoma roxo, corretivo avermelhado em uma espinha.”, explica o maquiador Rick Silva, do Studio Sonia Nesi.

4. Para Alberto Pinheiro, maquiador do Crystal Hair, corretivos coloridos são as melhores opções para cobrir manchas. “O corretivo amarelo é indicado para cobrir tons de azul, como algumas olheiras e varizes. Já o corretivo verde cobre imperfeições avermelhadas, como pequenos vasos e cicatrizes de acne. Para manchas marrons, indico as cores amarelo ou roxo”, diz.

5. “Ao invés de fazer uma meia lua, faça um triangulo invertido, que vai até o nariz, para cobrir as olheiras corretamente. Use um pincel e espalhe com uma esponjinha”, indica Raphaella Bahia.