2018 começou agitado para o Palmeiras – e para Lucas Lima, reforço de peso para esta temporada.

Jogando no Allianz Parque, o time de Roger Machado, mesmo ainda fora de ritmo, iniciou o ano com uma boa vitória por 3 a 1 sobre o Santo André, pela primeira rodada do Campeonato Paulista.

Willian “Bigode” abriu o placar em rebote de jogada de Dudu, mantendo sua boa série goleadora de 2017 e mostrando que não vai entregar fácil sua vaga no time para o recém-contratado Gustavo Scarpa.

O tento mais bonito, porém, saiu dos pés de Lucas Lima. Apoiado pela torcida desde o anúncio de seu nome na escalação, ele ganhou o coração até do fã mais desconfiado ao anotar um golaço num lindo chute de primeira, de fora da área.

Se o hit da moda é o funk “Que tiro foi esse?”, o ex-santista mostrou que está com a mira mais que afiada.

No segundo tempo, os visitantes diminuíram com o reserva João Lucas, que entrou muito bem após mexida de Sérgio Soares, e quase empataram com Walterson e com o próprio João Lucas, que acertaram a trave.

Roger Machado, porém, também mexeu no time do Palestra Itália e conseguiu assegurar uma estreia vitoriosa pelo novo clube após colocar o atacante Keno na vaga de Dudu.

Nos minutos finais, o camisa 11 acertou a trave, mas aproveitou a sequência da própria jogada para tocar por baixo de Neneca e fechar a conta no Allianz Parque, que teve 31.678 torcedores e renda de R$ 1.917.947,46.

Com o resultado, o Palmeiras lidera o grupo C ao lado de Novorizontino e São Bento, que também ganharam na rodada inaugural. O “Ramalhão”, por sua vez, divide a lanterna do grupo B com São Paulo e São Caetano, que perderam na estreia.

Na próxima rodada do Paulistão, o “Verdão” encara o Botafogo, domingo, às 17h (de Brasília), em Ribeirão Preto. No mesmo dia, mas às 19h30, o Santo André recebe o Red Bull Brasil.

O JOGO

Lucas lima estreou pelo Palmeiras© Gazeta Press Lucas lima estreou pelo Palmeiras
Jogando num 4-2-3-1, com Felipe Melo e Tchê Tchê como volantes, Lucas Lima armando o jogo, Willian pela direita, Dudu pela esquerda e Borja como atacante fixo, o Palmeiras começou a partida como se esperava: mandando em sua casa.

A forte marcação do Santo André, porém, fez com que a primeira finalização certeira dos alviverdes só saísse aos 10 minutos do primeiro tempo: Lucas Lima roubou boa bola no meio-campo e entregou para Borja, que mandou de fora da área rasteiro. Neneca, porém, defendeu com tranquilidade.

Bem postado na defesa, porém, o time do ABC paulista não facilitava a vida dos palmeirenses, e criou sua primeira boa chance aos 22. Após Felipe Melo fazer falta na entrada da área, o meia Aloísio cobrou com perigo sobre a meta de Jaílson.

Mas o Palmeiras era muito superior tecnicamente, e isso foi demonstrado aos 27 minutos, na abertura do placar: após boa trama de Borja, Dudu deu um lindo toque de calcanhar, mas acertou a trave. No rebote, o atacante Willian empurrou para dentro.

Foi o primeiro gol na temporada do artilheiro do “Verdão” em 2017 – no ano passado, ele marcou 17 vezes.

O gol fez o Santo André se abrir, e aí as coisas ficaram bem mais fáceis para o Palmeiras. Tanto é que o segundo gol demorou apenas mais 10 minutos para sair. E foi justamente de quem a torcida mais esperava ver em campo.

Após contra-ataque, Borja chutou e a bola explodiu na defesa. No rebote, Lucas Lima chegou batendo de primeira para estufar a rede, num verdadeiro golaço. Estreia dos sonhos para o ex-jogador do Santos, muito aplaudido pelos fãs.

Aos 40, Neneca ainda fez boa defesa em finalização de Willian, evitando que o Palmeiras fosse com 3 a 0 no placar para o vestiário.

No segundo tempo, a equipe da casa voltou igual, enquanto os visitantes fizeram duas mudanças: saíram Aloísio e Adriano, entraram Walterson e João Lucas.

O panorama do jogo, contudo, pouco mudou: o Palmeiras tentava passar pela defesa adversária por meio de tabelas entre Lucas Lima, Dudu e Willian ou enfiadas para Borja, enquanto o “Ramalhão”, com poucos atletas criativos, não ameaçava.

A primeira boa chance alvivede veio aos 12, quando Lucas Lima abriu para Dudu na esquerda e o camisa 7 deu bom passe de calcanhar para Victor Luís. O ala cruzou bem, mas o “peixinho” de Willian foi para fora.

Logo em seguida, porém, o Santo André diminuiu: Joãozinho fez excelente jogada individual e cruzou, mas Jaílson rebateu. João Lucas, todavia, aproveitou a liberdade na grande área para fuzilar no rebote e diminuir.

E por muito pouco o clube do ABC quase não empatou minutos depois: em ótima trama de ataque, Walterson chutou, Jaílson defendeu e a bola acertou a trave. Na volta, João Lucas mandou novamente na trave, perdendo chance incrível.

Para tentar diminuir a pressão, Roger Machado mexeu pela primeira vez no Palmeiras e trocou Tchê Tchê por Bruno Henrique. Em seguida, tirou Dudu, bastante cansado, e colocou Keno para fazer sua famosa “fumaça” pelos lados.

E a troca não poderia ter dado mais certo: aos 37, Keno recebeu pela esquerda, driblou a marcação a disparou um lindo chute na trave. No retorno da jogada, a bola acabou sobrando para o próprio camisa 11, que invadiu a área driblando e tocou por baixo de Neneca para ampliar.

E aos gritos de “Keno, Keno, Keno”, o Palmeiras garantiu uma estreia vitoriosa em 2018, inclusive, com o atacante desperdiçando mais uma ótima chance de se consagrar de vez aos 42, quando chutou raspando a trave.