Ex-subprefeito suspeito de vender lotes ilegais em área para reforma agrária em MS nega ter ganho dinheiro

Superintendente do Incra afirmou que vai pedir reintegração de posse do terreno, além de ter feito uma fiscalização na terça-feira (10).


Por TV Morena

Jorge Guimarães não acredita na reintegração de posse da área loteada ilegalmente (Foto: Reprodução/TV Morena)Jorge Guimarães não acredita na reintegração de posse da área loteada ilegalmente (Foto: Reprodução/TV Morena)

Jorge Guimarães não acredita na reintegração de posse da área loteada ilegalmente (Foto: Reprodução/TV Morena)

O ex-subprefeito do Distrito de Pana Jorge Fernandes Guimarães, suspeito de vender ilegalmente os lotes em área destinada para reforma agráriaem Nova Alvorada do Sul (MS), negou que tenha recebido dinheiro por qualquer terreno.

“Nunca peguei qualquer valor do Saulo ou de qualquer outra pessoa”, afirmou Guimarães que foi exonerado depois da denúncia pelo TV Morena.

Saulo Schirmann é o técnico de refrigeração que afirma ter comprado duas áreas do ex-subprefeito por R$ 8 mil. “Comprei o terreno sete e oito, na hora que eu comprei e paguei ele. Dei um valor na casa dele, dei R$ 5 mil para ele e depois dei R$ 3 mil em Nova Alvorada [do Sul]”, disse.

O Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) informou que está notificando os compradores dos lotes para ação de reintegração de posse. Além disso, o Incra fez uma vistoria no local na terça-feira (10) e vai enviar o nome dos envolvidos ao Ministério Público Federal (MPF) para dar continuidade ao inquérito instaurado em 2012.

Subprefeito exonerado fala sobre negociação de terrenos da reforma agrária em MS

Subprefeito exonerado fala sobre negociação de terrenos da reforma agrária em MS

Apesar das ações do Incra, Guimarães não acredita na reintegração de posse da área equivalente a 30 campos de futebol, que foi dividida em 468 lotes. A gleba loteada tem 14 alqueires e é uma das 88 distribuídas em 1999 para assentados do programa reforma agrária.

“Eu acredito no meu Deus que eu sirvo que não vai haver reintegração de posse e que vai ser uma desumanidade terrível alguém tirar aquelas coisas daqueles que estão construindo ali”, afirmou o ex-subprefeito.

Apesar de todas as negativas de Guimarães, gravações mostraram a participação direta do ex-subprefeito na construção do loteamento Bairro Nobre, que fica às margens da MS-145. A ideia era povoar o mais rápido possível para concretizar a fraude.

“Se você ficar esperando o governo federal, estadual ou municipal, ele nunca vai te entregar um lote na mão, sabendo a necessidade dos munícipes ou o povo no Mato Grosso do Sul e saciar a fome deles em troca de moradia. Se você prestar atenção, na colonização, em todas as lutas que houve foi na força, foi pressionando”, afirmou.

Construções foram paralisadas porque fornecimento de água e luz foi suspenso (Foto: Reprodução/TV Morena)Construções foram paralisadas porque fornecimento de água e luz foi suspenso (Foto: Reprodução/TV Morena)

Construções foram paralisadas porque fornecimento de água e luz foi suspenso (Foto: Reprodução/TV Morena)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *